Adalberto Mansur

Barbosa e o tempo

In Causos da comunicação on 13/06/2014 at 11:52 AM

Essa é uma crônica sobre o tempo. E sobre um personagem.

Há dias queria escrever sobre a Copa. Nem a favor, nem contra. Mas sim sobre uma figura que não estará em campo, mas que surge na memória coletiva do brasileiro toda vez que falamos de Copa jogada em campos do Brasil: o saudoso goleiro Barbosa.

Confesso que nunca vi Barbosa atuar, a não ser aquelas imagens da tragédia do Maracanã em 1950. Pouco importa: também não vi Didi jogar, mas soube que era um craque.

Importa sim a história humana.

A foto ao lado de Barbosa, em janeiro de 2000: três meses depois, ele morreria

A foto ao lado de Barbosa, em janeiro de 2000: três meses depois, ele morreria

Mas quem diz o que conta e o que não conta na trajetória de um profissional?

10 dicas de negócios vindas da Assessoria de Imprensa (final)

In Dicas, Sem categoria on 12/05/2014 at 5:24 PM

1 . Veja qual atividade está dando bastante dinheiro e… vá fazer o que você gosta. Times de futebol campeões geralmente têm, em suas formações, pessoas apaixonadas pelo que fazem. Escolas de samba começam a ganhar o título no barracão, durante os ensaios.

Quem faz o que gosta nunca vai precisar trabalhar na vida. Com essa frase, Confúcio queria dizer que vai ter que suar muito, mas com prazer.

2. Tire um tempo para você. Brinque com as crianças, converse com idosos, leia um livro. Dando aula de Teoria da Comunicação, aprendi que uma das poucas coisas que uniam sistemas políticos totalitários aos democráticos é que ambos incentivavam, em maior ou menor grau, o entretenimento. Cultura, arte, esporte ajudam na criatividade do profissional…

Agrishow: comunicação para o campo e para cidade

In Dicas on 12/05/2014 at 4:57 PM

Este ano, estive na Agrishow, a Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, acompanhando um cliente. Em sua 21ª edição, a feira mostrou um potencial imenso para esse país, que poderia ser melhor aproveitado se, de um lado, os governos federal e estaduais aprimorassem políticas públicas e, de outro, os empresários aprimorassem a comunicação com o público.

Pesquisas apontam que o brasileiro, cada vez mais com hábitos urbanos, desconhece os avanços significativos do setor.

No campo da comunicação, trago imagens de algumas ações. Vale ressaltar que, somente de jornalistas, foram mais de mil credenciados. Sem contar o pessoal de Marketing, Publicidade e Relações Públicas que atuou nos 5 dias de feira. Havia 790 marcas expositoras, de 25 setores diferentes.

Por isso, certamente apresento uma pequena parte das ações. Mas vale o debate. Veja as imagens nos próximos posts.